Fixo
WhatsApp
11
11
3042.3036
965.427.184
Celular
11
965.427.184



Bom dia!
Voltar ao Topo
Mais Informações
Design Universal

Design Universal

Acessibilidade - Navegabilidade - Usabilidade

Sete Princípios do Design Universal, princípios que todo Web Designer deve conhecer.

Design Universal

Como se relacionam navegabilidade, usabilidade e acessibilidade com os Princípios do Design Universal, também Desenho Universal, Design Total, Desenho Total.

Os Sete Princípios do Design Universal

Desenvolvidos em 1997 por um grupo multidisciplinar composto de pesquisadores ambientais, designers de produtos, engenheiros e arquitetos, os Sete Princípios do Design Universal são a representação das demandas comuns aos seres humanos, especialmente, no sentido da inclusão social.

Os textos seguintes são traduções dos originais. As imagens têm por objetivo concretizar os princípios. Procure, ao ler, observar a imagem correspondente, sempre, fazendo associações entre o texto e imagem. Este exercício ajudará na compreensão dos princípios. Ao final, você deverá abstrair e compreender como aplicar os mesmos princípios a todo tipo de design, inclusive, ao web design.

IUso Equitativo (com igualdade)

Uso Equitativo (com igualdade)

O design é útil e comercializável para pessoas com habilidades distintas.

  • Proporciona a mesma forma de utilização a todos os usuários: idêntica sempre que possível; equivalente, quando não for.
  • Evita marginalizar ou estigmatizar (qualificar pejorativamente) quaisquer usuários.
  • Provê a privacidade, proteção e segurança, igualmente, a todos os usuários.
  • Torna o design atraente a todos os usuários.

IIFlexibilidade no Uso

Flexibilidade no Uso

O design atende amplamente a diversidade de preferências e habilidades individuais.

  • Provê a escolha de formas de utilização.
  • Atende o acesso e o uso, tanto ao destro, como ao canhoto.
  • Facilita a exatidão e a precisão por parte do usuário.
  • Oferece adaptabilidade no ritmo de assimilação do usuário.

IIIUso Simples e Intuitivo

Uso Simples e Intuitivo

Design de fácil uso e compreensão, considerando por baixo, experiência, capacitação, capacidade linguística, ou do nível de concentração momentânea do usuário.

  • Dispensa complexidades desnecessárias.
  • Deve ser lógico dentro das expectativas e intuição do usuário.
  • Abrange uma ampla faixa de níveis de instrução e capacidades linguísticas.
  • Dispõe a informação de acordo com sua importância.
  • Fornece solicitação e retorno eficazes, durante e após a conclusão de uma tarefa.

IVInformação Perceptível

Informação Perceptível

O design comunica a informação necessária com eficácia, considerando por baixo, tanto condições ambientais, como capacidades sensoriais do usuário.

  • Apresenta a informação essencial com redundância, usando diferentes meios (pictográfico, verbal, tátil).
  • Provê o adequado contraste entre as iformações essenciais e as afins.
  • Maximiza a legibilidade da informação essencial.
  • Diferencia os elementos em formas que possam ser descritas (ou seja, torna fácil o instruir, e o orientar).
  • Provê compatibiliade com a diversidade de técnicas e equipamentos usados por portadores de limitações sensoriais.

VTolerância ao Erro

Tolerância ao Erro

O design minimiza riscos e consequências indesejadas de ações acidentais ou não intencionais.

  • Dispõe os elementos de modo a minimizar riscos e erros: elementos mais usados, mais acessíveis; elementos perigosos, eliminados, isolados ou protegidos.
  • Provê avisos de riscos e de erros.
  • Provê recursos de segurança no caso de falhas.
  • Desencoraja ações inconscientes em tarefas que requeiram vigilância.

VIBaixo Esforço Físico

Baixo Esforço Físico

O design pode ser usado com eficiência e conforto, e com um mínimo de fadiga.

  • Possibilita que o usuário mantenha uma posição corporal neutra.
  • Que opere aplicando força razoável.
  • Minimiza as operações repetitivas.
  • Minimiza o esforço físico contínuo.

VIITamanho e Espaço para Aproximação e Uso

Tamanho e Espaço para Aproximação e Uso

Provê tamanhos e espaços adequados para aproximação, alcance, manipulação e uso, observadas condições inferiores do tamanho do corpo, postura ou mobilidade do usuário .

  • Provê uma linha de visão, livre e desimpedida, para os elementos importantes, quer o usuário esteja sentado ou de pé.
  • Tornar alcançáveis e de forma confortável, todos os componentes, quer o usuário esteja sentado ou de pé.
  • Acomoda diferentes mãos e capacidades de pegar elementos.
  • Provê espaço adequado para o uso de auxílios técnicos e de assistência pessoal.